LISBOANARUA.COM  
  | | EN

Lisboa Soa

Imagine um lugar que celebra o mundo sonoro, que o leva a percorrer caminhos labirínticos que comunicam acusticamente consigo. Imagine que esse jardim é no centro da cidade e que é ocupado por vários artistas com obras de arte sonora concebidas para aquele lugar. Isto é mais do que imaginação: é o Lisboa Soa, que este ano ocupa durante quatro dias a Estufa Fria de Lisboa. A arte sonora pode definir-se como um conjunto de práticas
que usam o som e a escuta como tema ou matéria. Sendo o termo relativamente novo, é difícil situar o aparecimento da arte sonora num período, local ou movimento artístico específico, embora nos últimos anos se tenha vindo a afirmar como um campo inovador e em crescimento dentro do território da arte contemporânea.